Salte a conteúdo principal

Hitachi

Inovação Social

    • Desenvolvimento Urbano

    Em meio a maior crise econômica já registrada no Brasil, o setor de mineração contribui para a retomada da economia.

    Entenda a colaboração da Hitachi e da U&M Mineração para este contexto

    O setor de mineração corresponde a 4,3% do PIB brasileiro e em 2017 respondeu pelo maior superávit primário em cinco anos, segundo o Ministério de Minas e Energia – um crescimento de 30% a partir de exportações que totalizaram US$ 46,4 bilhões.

    A U&M Mineração, detentora da maior frota de máquinas de grande porte para mineração no Brasil se viu desafiada a elevar prontamente suas metas de produção e contou com a alta perfomance das máquinas Hitachi para alcançar suas metas

    Em terra de gigantes: o aumento de produção de uma grande mina

    Como as escavadeiras hidráulicas de alta potência da Hitachi Construction Machinery têm sido estratégicas para as metas progressivas da U&M Mineração

    Para atender o incremento significativo de movimentação de solo e rocha em uma mina de ouro e cobre no interior de Goiás, a U&M Mineração, empresa com sede em Matias Barbosa (MG), conta com uma frota de 38 escavadeiras hidráulicas Hitachi de grande porte, robustas e eficientes que a está permitindo superar seu desempenho ano a ano de forma competitiva, graças à excelente relação custo-produtividade alcançada em suas operações.

    Visão Geral

    • Desafio
      Ampliar as metas de movimentação de solo e rocha em uma mina com condições geológicas agressivas para os equipamentos de mineração.
    • Resultado
      Superação em produtividade, com redução de riscos e custos da atividade por meio de padronização de sua frota.

    Histórico

    Apresentação: A especialização na desafiadora extração de minérios

    O Brasil é um país privilegiado pelas riquezas naturais também no subsolo: possui significativas reservas de ferro, ouro, manganês, bauxita, nióbio, além de cobre, enxofre, calcário. Uma diversidade mineral que influencia a história, movimenta a economia do país e contribui para a vida das pessoas ao prover materiais que estão na base da infraestrutura de nossas cidades e de quase tudo o que consumimos diariamente. Mas que não são fáceis de serem obtidos.

    Dê play no vídeo "Estudo de Caso: U&M Escavadeiras Hidráulicas - overview" (1min. 42sec.)

    “O mercado de mineração é muito exigente e volátil, com altos índices de oscilação de acordo com o preço das commodities. Para uma empresa contratada se manter, precisa de muita segurança, com uma equipe focada na integridade dos funcionários e equipamentos, e uma estrutura de custo que seja absorvida em qualquer flutuação do ciclo das commodities”, explica Maurício Casara, diretor comercial da U&M.

    Projeto

    Ampliar a movimentação de terra em uma mina de ouro e cobre

    Dê play no vídeo "Estudo de Caso: U&M Escavadeiras Hidráulicas – Desafio 1 - Mineracão" (39sec.)

    Altos investimentos no setor mineral de Goiás têm colocado o estado entre os maiores produtores e exportadores de bens minerais do Brasil. Este crescimento tem se refletido diretamente nas operações da U&M na região. Há dez anos, ela realiza movimentações de solo e rocha em uma mina de ouro e cobre no interior do estado, a 300 km da capital Goiânia, e vem sendo desafiada a aumentar suas metas de produção ano a ano.

    Dê play no vídeo "Estudo de Caso: U&M Escavadeiras Hidráulicas – Desafio 2 - Produtividade" (1 min.01sec.)

    Após movimentar 27 milhões de toneladas de terra em 2016, a empresa foi surpreendida com um incremento repentino e ambicioso nas suas metas para 2017: de 30 milhões de toneladas inicialmente acordadas para 42 milhões de toneladas. Para 2018, o desafio é de 53 milhões de toneladas, praticamente o dobro em relação a 2016.

    Solução

    Por que investir ainda mais em escavadeiras Hitachi?

    Dê play no vídeo "Estudo de Caso: U&M Escavadeiras Hidráulicas – Solução" (2min.)

    Desde 2003, a U&M mantém uma relação de confiança com as escavadeiras hidráulicas de grande porte da Hitachi. “Para dar conta do desafio, além das escavadeiras EX2500 que já estavam em operação no local, trouxemos nossa maior máquina, a EX5500, que equivale a duas EX2500”.

    A EX5500 é uma retroescavadeira e escavadeira de face para mineração de 522 toneladas, dois motores de 1044 kW, concha com capacidade para 28 m3, alcance horizontal de 20,9 metros, profundidade de escavação de 9 metros e eficiência no consumo de combustível. Teoricamente, embora tenham uma vida útil de 60 mil horas ou 10 anos de atividade, há no Peru algumas escavadeiras Hitachi frontais também do modelo EX5500 que já somam 120 mil horas de operação mantendo sua alta disponibilidade.

    Nesta operação há quase dez anos, já experimentamos vários equipamentos, mas as escavadeiras Hitachi são as que tiveram melhor desempenho e resultados de produtividade.

    Webert Alexandre Ribeiro
    diretor de operações

    “Ela tem um sistema de lubrificação automático que funciona com muita eficiência; uma eletrônica embarcada, com sensores que avisam quando há alguma anomalia; um sistema de filtros com bons acessos; câmeras, com visão dos pontos onde o operador não enxerga pelos vidros da cabine; painel display com muitas informações importantes e necessárias para o operador”, resume o engenheiro mecânico da diretoria de Inovação, Gustavo Giarola.

    Outro fator é apontado pelos funcionários da U&M pela escolha das escavadeiras da Hitachi:

    - Confiabilidade: são simples e operacionais. “É fácil realizar a manutenção, pois elas se desmembram em módulos, permitindo detectar e sanar os problemas rapidamente”, diz Leonardo da Silva Barbosa, encarregado de manutenção da central de equipamentos da U&M.

    Resultado

    Metas cumpridas com maior competitividade

    Dê play no vídeo "Estudo de Caso: U&M Escavadeiras Hidráulicas – Resultado" (1min, 19 sec.)

    Responsáveis por 100% da capacidade de escavação da U&M, os equipamentos da Hitachi contribuíram diretamente para a superação das metas de produção na mina de ouro e cobre do interior de Goiás.

    Hoje, toda a frota de grandes escavadeiras da U&M é da Hitachi. São 38 unidades de quatro modelos: EX1200, EX2500, EX2600 e EX5500. Além da entrega das metas operacionais, a padronização trouxe outros resultados positivos, como a agilidade na manutenção e a facilitação na capacitação dos funcionários. Tudo isso contribui para a maior especialização da empresa e seus custos baixos.

    Atenta à melhoria constante de seu desempenho e competitividade para atender ao crescimento do mercado, a U&M desenvolve um estudo de produtividade com a Marubeni – distribuidora da Hitachi no Brasil e que vem expandindo seus negócios para a América Latina em países como Peru, Chile e Colômbia. Seus especialistas estão avaliando a operação das escavadeiras e caminhões in loco na mina, em um processo de co-criação com a U&M e Hitachi para se atingir melhores resultados. “Para além das máquinas, estamos estudando como maximizar sua produtividade por meio da condução da operação”, informa o diretor da Marubeni, Yuji Furukawa. “A parceria com a Marubeni vem de longa data e contamos muito com eles no futuro”, completa Sérgio.

    A Hitachi tem como Missão contribuir para a sociedade através do desenvolvimento dos melhores produtos e tecnologia de ponta. Prova disso é que, em paralelo, está desenvolvendo uma nova escavadeira modelo “-7”, com redução de 10% no consumo de combustível e aumento da sua eficiência operacional, que deve ser lançada ainda em 2018.

    Assim, com máquinas de alta perfomance e duráveis, e pela disposição de co-criar com a Marubeni e a U&M Mineração, a Hitachi foi uma parceira estratégica para que as metas de produção fossem alcançadas, empregos fossem criados e preservados e seus stakeholders pudessem contribuir com a sociedade.

    Data de Publicação: Fevereiro de 2018
    Soluções Por: Hitachi Construction Machinery