Salte a conteúdo principal

Hitachi

Inovação Social

AI

Embarque nessa imprevisível era comercial junto
com a Tecnologia de IA da Hitachi/H.

VER MAIS

Os negócios modernos são imprevisíveis.

"Sabemos apenas duas coisas sobre o futuro: Ele não pode ser conhecido e será diferente do que existe hoje e daquilo que esperamos."

── Peter Drucker *1

Qual é a melhor maneira de lidar com essa imprevisibilidade? Esse é um dos diversos desafios que as empresas enfrentam hoje, e as dificuldades continuam a crescer.

No passado, as empresas classificariam situações em categorias e lidariam com circunstâncias imprevisíveis considerando contingências prévias para cada categoria. Porém, flutuações de demanda e preços, bem como a diversificação de preferências individuais estão acontecendo a um ritmo cada vez mais rápido. Conforme as atividades comerciais atravessam fronteiras, as empresas também encontram diferenças em culturas e costumes nacionais e regionais. Tentar classificar todas elas com precisão resultaria em um número avassalador de categorias. E como prever todos os tipos de situações com antecedência é teoricamente impossível, uma empresa precisa atualizar constantemente suas classificações e abordagens, exigindo bastante esforço e custos.

*1:
P. F. Drucker, "Managing for Results," Harper & Row, New York (1964).

É aí que entra a IA. Mas a IA existente tem seus limites.

O modo de mudar essa situação é através da IA (inteligência artificial). Já existem vários tipos de IA sendo usados hoje, mas cada um deles é limitado a uma aplicação específica - meramente "IA de fim especial".

Por exemplo, existe a IA que gera recomendações de clientes para varejistas. Existem os sistemas de reconhecimento facial que reconhecem rostos de dados fotográficos. Há sistemas que respondem questionários. Tecnologias que identificam os rostos de pessoas com base em imagens online. Esses tipos de IA devem ser projetados por humanos com base em hipóteses de dados inseridos por pessoas, implementados como programas e analisados e desenvolvidos para cada problema ao qual eles se apliquem. E uma desvantagem de serem baseados em hipóteses previstas por pessoas é que eles normalmente não produzem resultados que ultrapassem as ideias humanas.

H, que visa ser a verdadeira inteligência artificial.

Uma tecnologia que alcançou um nível superior de tecnologia é a Tecnologia de IA Hitachi/H (doravante "H"), que foi anunciada pela Hitachi em 2015. H marca a primeira "IA de uso geral" comercial*2. Ela gera automaticamente um grande número de hipóteses -- mais de um milhão -- e então deriva os fatores que serão exigidos e seleciona as melhores opções dadas por humanos. A principal diferença entra a AI de uso específico e a abordagem de uso geral da H é que a H oferece a hipótese para tomada de decisões por conta própria com base em dados.

Aqui está um experimento. Um robô equipado com H é colocado em um balanço feito de blocos de montar. Visando "maximizar o ângulo de deflexão do balanço", ele recebe uma condição de "dobrar e esticar os joelhos". A H formula hipóteses sobre quando e quanto dobrar os joelhos com base em informações obtidas por seus próprios movimentos. Ela atua com base nelas e começa a procurar os valores ideais (uma IA de uso específico exigiria que humanos concebessem e fornecessem essa informação). O robô com H começou a mover o balanço em menos de um minuto e em cinco minutos definiu um movimento de balanço além até mesmo da concepção humana.

A IA de uso geral pode aprender a partir de grandes volumes de dados e fazer seus próprios julgamentos, eliminando a necessidade de pessoas definirem hipóteses com antecedência e descobrindo soluções que os humanos ainda não tenham concebido. Portanto, a H pode ser considerada uma "inteligência artificial" no sentido mais preciso.

*2:
Pesquisa da Hitachi, em 2015

A jornada para o imprevisível já começou.

A H está sendo aplicada a sistemas existentes em vários campos e apresentações, sem a necessidade de customização. Quando usada como complemento, ela pode aprender por conta própria para transformar sistemas existentes em sistemas crescentes. Esse é outro modo como a H pode ser chamada de "IA de uso geral".

Por exemplo, um armazém de distribuição usou a H como um complemento ao seu WMS (sistema de gestão de armazém), resultando em uma melhoria de 8% na produtividade daquele armazém. Outras melhorias confirmadas incluem vendas 15% melhores em uma loja e 27% de aumento dos valores de pedidos em um call center. Ela também é aplicada em finanças, ferrovias, fábricas, usinas hídricas e outras áreas -- já são 57 projetos em 14 áreas.

A seguir, será a sua vez. A H é sua parceira para lidar com a imprevisibilidade dos negócios modernos.

Aplicada em 57 projetos em 14 áreas

  • Armazém
    08%
    de aumento
    da produtividade
  • Varejo
    15%
    de aumento em vendas
  • Call center
    27%
    de aumento dos
    valores de pedidos

Início da página

COM INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL, O FUTURO ESTÁ ABERTO A SUGESTÕES.

As ferramentas sempre nos ajudaram a alcançar grandes metas. A Inteligência Artificial da Hitachi é a ferramenta que está favorecendo o crescimento dos negócios. No momento, já alcançamos muitos objetivos de negócios, ajudando as indústrias a melhorar a produtividade, reduzir os custos e aumentar a felicidade. Você só precisa definir as metas e os resultados e, com a Inteligência Artificial da Hitachi, nós vamos descobrir as possibilidades.